Kristen Bell: “Eu acredito em mostrar os teus solavancos e hematomas e as tuas falhas”

Em 14 Outubro, 2017

Kristen Bell aborda a edição de outubro do Redbook. Eles a colocaram numa camisola listrada e uma saia de ganga com os bolsos frontais e eu juro que usei uma pequena variação dessa roupa. Não sei se isso me deixa na moda ou se esta roupa é comum, mas é claro que eu gosto disso. Kristen está a promover essa sequela de Bad Moms, onde as mães lidam com as mães que visitam para o Natal. Eu não vi o primeiro, mas alguns dos meus amigos adoram, então eu posso ver este filme a qualquer momento. (Pessoalmente, eu gosto de todas as comédias com mulheres mas o filme fica pálido em comparação com o Girls Trip, mas vou dar uma chance a Bad Moms.) Aqui está um pouco do que Kristen disse:

Ao ser perguntada sobre “fazer tudo” e “encontrar o equilíbrio”:

“Ser perguntada ‘Como fazes isso?’ Implica que a) Eu estou a fazer isso, o que eu não estou – estou a fazer o que todos estão a fazer, que é tentar o seu melhor, e b) O que é um equilíbrio, afinal? Ele move-se, algo que dá e às vezes tira, e outros dias pode ser o contrário”.

Sobre a importância de não ser perfeito:

“Os seres humanos não querem nada além de serem aceites, e eu não sou diferente. Isso não ocorre apresentando perfeição. Eu acredito em mostrar as mãos sujas e os solavancos e hematomas e as falhas, porque isso é o que faz as pessoas se sentirem conectadas – e não é esse o tipo de propósito de, tu sabes, estar na Terra?”

Ao lidar com idiotas:

“Eu cheguei a um lugar feliz nos últimos cinco anos ou mais, onde eu tenho tanta simpatia em relação a pessoas que são infelizes ou irritadas. Como, ‘Oh, nós temos um passeio aqui – é assim que vais gastá-lo? Que chatice.'”

Ao criar as duas filhas:

“Eu amo ter meninas. A coisa mais verdadeira da vida é que as meninas governam, os meninos babam-se”.

 


(Carregue para aumentar)

 

Loading...

Tomatadas relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *