Amal Clooney na capa da Vogue, fala sobre ter-se apaixonado por George e ter bebés

Em 21 Abril, 2018

Eu deveria ter-me lembrado antes que Amal Clooney é uma das anfitriãs do Met Gala deste ano. Rihanna também é uma das anfitriãs, mas acho que Anna Wintour achava que Amal seria “melhor”. Amal permitiu que a Vogue a fotografasse extensivamente na sua casa e o casas sentou-se para as entrevistas. Amal chegou a resolver alguns dos seus casos legais também – ela convidou Yazidi Nadia Murad para a entrevista, e Nadia também foi fotografada pela Vogue. Há tantos detalhes para absorver. Amal chama George de “meu amor”. Esse é o nome dela para ele. O  escritório dele em casa é escuro e desalinhado, e o escritório de Amal em casa é leve e iluminado. Destaques:

As primeiras palavras dos bebés:

“Tivemos algumas ‘Mamas’ e ‘Papas'”, diz Amal. Ela sorri timidamente. “George foi muito cuidadoso para garantir que ‘Mama’ fosse a primeira palavra.”

A opinião de George sobre Amal:

“Ela é a profissional e eu sou o amador. Eu vejo alguém no topo do jogo a fazer o seu trabalho melhor do que qualquer pessoa que eu já vi. ”

Ela e George tentaram uma limpeza saudável.

“Era difícil desistir do copo de vinho à noite, mas ainda mais difícil de largar o café expresso pela manhã. Nós epensámos, não deveríamos estar a sentirmos incríveis?” Eles saíram da dieta no dia onze de três semanas.

Eles adoram fotos:

O manto é decorado com fotos de casamento; os Clooneys adoram fotos acima de tudo. Algumas de suas pinturas mais queridas, em contraste, são do amado cocker spaniel de George, Einstein (posado como professor de física em um quadro-negro) e a cabeça de uma girafa (Amal adora girafas). Quando alguns avaliadores de seguros se aproximaram, um tempo atrás, passaram algum tempo a observar essas pinturas de cães e mamíferos antes de fazer uma estimativa relativamente baixa sobre a arte dos Clooneys. “Eles eram muito críticos”.

Apaixonar-se por George:

“Parecia a coisa mais natural do mundo. Antes dessa experiência, eu sempre esperei que houvesse amor que fosse esmagador e não exigisse nenhuma pesagem ou tomada de decisão.” Agora ela sentiu que tinha encontrado, na mais estranha das pessoas. “É a única coisa na vida que eu acho que é o maior determinante da felicidade, e é sobre o que tens menos controle. Vais conhecer essa pessoa? Eu tinha 35 anos quando o conheci. Não era óbvio que isso iria acontecer a mim. E eu não estava disposta ou animada com a ideia de me casar ou ter uma família na ausência disso.”

Quando George decidiu que iria casar com Amal:

Eles foram a um safári em África. “Algumas girafas se aproximaram dela”, lembra ele. “Elas tinham acabado de sair do nada. Eu tirei uma foto dela e ela estava sorrindo. Eu disse ao meu amigo Ben: “Sabes, eu acho que deveria pedir a ela para se casar comigo.” E Ben disse: “Eu acho que é uma boa ideia.”

 

 


(Carregue para aumentar)
Loading...

Tomatadas relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *